Posts

Caminhos para o Cuidado com a Água: Projeto de Monitoramento de Desmatamento em Mananciais da RMSP

Preparados para uma experiência enriquecedora e esclarecedora? O evento “Caminhos para o Cuidado com a Água: Projeto de Monitoramento de Desmatamento em Mananciais da RMSP” está chegando, e é hora de marcar no calendário e se preparar para uma tarde repleta de aprendizado e divulgar cruciais sobre a preservação da Mata Atlântica e a proteção dos gestores na Região Metropolitana de São Paulo (RMSP).

Este evento, que acontece no dia 28 de setembro, a partir das 17h (hora de Brasília), na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), é uma iniciativa conjunta do Instituto Democracia e Sustentabilidade (IDS Brasil), SEMIL e do mandato da deputada Marina Helou, com o apoio valioso de diversos parceiros comprometidos com a preservação ambiental.

O destaque do evento é uma abordagem multifacetada sobre como as ações urbanas podem contribuir para a proteção dos mananciais e, por consequência, para a Segurança Hídrica da cidade de São Paulo. Teremos palestras curtas e mesas de debate que abordarão temas cruciais no cuidado com a Água.

Nossa convidada especial, Thais Pimenta, da Fluxus Design Ecológico, traz sua expertise e paixão pelo tema para o evento. Thais é uma arquiteta paisagista renomada com mais de 10 anos de experiência no Brasil e na Austrália. Seu trabalho incorpora elementos inovadores, como jardins de chuva, alagados construídos e hortas urbanas, tudo com o objetivo de integrar a infraestrutura de água à paisagem urbana e promover a conscientização da comunidade sobre a importância da natureza em nossas vidas..

Além disso, Thais traz consigo a experiência de aplicar o conceito de co-design em projetos públicos na Austrália, uma abordagem que enriqueceu projetos e fortaleceu o senso de pertencimento das comunidades em relação ao ambiente local. Sua participação no evento promete enriquecer as discussões sobre como podemos criar ambientes urbanos mais sustentáveis ​​e seguros para as futuras gerações. Thais conduzirá o fio ligando crianças, o espaço urbano, ruas seguras e jardins de chuva

Para aqueles que não puderam comparecer pessoalmente, o evento será transmitido AO VIVO no canal do Instituto Democracia e Sustentabilidade no YouTube. Você pode acessar a transmissão através deste link: Assista aqui .

Não perca esta oportunidade de se envolver em divulgação crucial sobre a preservação da Mata Atlântica, a proteção dos mananciais e a construção de um futuro mais sustentável para todos. Junte-se a nós no evento “Caminhos para o Cuidado com a Água” e contribua para o cuidado com o nosso planeta.

Esperamos vê-los lá! 🌿💧🌳

Compartilhe:

Estamos contratando

Com mais de uma centena de projetos e consultorias desenvolvidos dentro e fora do país, em projetos que vão da pequena (residências, comunidades, ocupações urbanas) à grande escala (empreendimentos diversos e municípios), em uma abordagem técnica inovadora que reúne Engenharia e Ecologia para redesenhar a relação de nossas cidades com suas Águas, A Fluxus abre as portas para a chegada de novos profissionais que partilhem com a gente o mesmo olhar.

Quem buscamos?

Queremos apoiar o processo de regeneração em curso sendo capazes de desenhar ambientes construídos que se desenvolvam em absoluta plenitude e harmonia com as capacidades oferecidas pela Água, e para isso buscamos por profissionais talentosos e comprometidos com o processo de regeneração, e com seu desenvolvimento pessoal, para integrar nosso banco de talentos e nossa equipe de trabalho. Buscamos profissionais dispostos a exercer suas habilidades num ambiente criativo, e que dialoga mas não se limita às abordagens técnicas convencionais e lineares da Engenharia tradicional, nos campos:

. Coordenador técnico de projetos – Contratação imediata

Experiência na gestão de equipes de projetos de engenharia, com uso de softwares de gestão de projetos e metodologia ágil, domínio em AutoCad e pacote Office, experiência obrigatória em desenvolvimento de projetos e acompanhamento de obras de instalações hidráulicas, prediais e sanitárias, redes de abastecimento de água, esgoto e drenagem, fitoremediação de esgoto com plantas aquáticas, produção de biogás, dispositivos de bioretenção (infraestrutura verde) e drenagem sustentável, e certificações ambientais. Desejável formação anterior em permacultura.

Técnicos em projetos – Banco de talentos para vagas que irão abrir futuramente

  • Limnologia e ecologia aquática aplicada à revitalização de corpos d´água;
  • Recuperação de recursos (água, nutrientes e energia) a partir de efluentes domésticos, industriais e agro-industriais;
  • Fitoremediação de efluentes domésticos, industriais, e agro-industriais;
  • Drenagem urbana sob a perspectiva da infraestrutura verde, com uso de dispositivos de bioretenção, apoiado por dispositivos de infraestrutura cinza;
  • Paisagismo Aquático, e paisagismo integrado à infraestrutura verde e à lógica das Cidades Sensíveis à Água;
  • Drenagem rural sob a perspectiva das Paisagens de Retenção Aquática;
  • Abastecimento de água potável ou não-potável com fontes superficiais ou “alternativas”;
  • Certificações ambientais com foco nas questões relacionadas ao abastecimento, inclusive consumo racional, tratamento e reuso de águas servidas, e água de chuva;
  • Graduação em Engenharia Ambiental, Engenharia Civil, Engenharia Sanitária, Ecologia, Biologia, Arquitetura, e outros.

Comunicação e marketing júnior – Banco de talentos para vagas que irão abrir futuramente

  • Planejamento e execução de ações com diferentes públicos
  • Criação de artes simples (CANVA)
  • Desenvolvimento de conteúdo para redes sociais e Blog
  • Graduação em Relações Públicas, Jornalismo, Marketing, Publicidade e Propaganda ou áreas relacionadas

Diferenciais para todas as vagas:

  • Desejável inglês e espanhol intermediários;
  • Experiência com projetos em comunidades, formação ou vivências em Permacultura;
  • Capacidade de autogestão para trabalho em ambiente remoto

Tipos de contratação:

PJ por projeto ou por horas de dedicação mensais.

Envie seu CV+Portfólio para: cv@fluxus.eco.br 

Fim do recebimento de currículos e portfólios:
31/05/2023

Venha fazer parte da mudança!

Compartilhe:

Apresentação internacional com Citymakers Global, em 16/Out

Mais uma vez junto com Citymakers (via Kika Yang)

DOMINGO, 16 DE OUTUBRO DE 2022, 9hs (hr de Brasília)

Três facilitadores locais, múltiplas histórias inspiradoras de conexão e regeneração com a Água!

Casos em destaque:

Guilherme Castagna apresentará um encontro realizado recentemente no Brasil, em parceria com o Goethe Institute São Paulo, trabalhando em um bairro urbano local para diagnosticar e sonhar em como redesenhar uma praça pública com, e para água. Explorará também o caso de uma comunidade localizada no Alentejo, em Portugal, que iniciou um plano de transição da dependência total de poços profundos para abastecimento para uma paisagem exuberante criada com fontes de água domésticas: águas pluviais e águas cinzas.

Ani Kodjabasheva vem mostrar algumas das conquistas da The Collective Foundation unindo a sociedade civil, o setor privado, especialistas, ONGs, artistas e voluntários para transformar as margens do rio outrora abandonadas de Sofia em um vibrante espaço público reconectado à cidade. Batizado de Rivers of Sofia, o projeto é finalista do New European Bauhaus Prizes 2022 e ganhou o European Heritage Award/Europa Nostra Award 2022.

A Dra. Eva Sternfeld completa o círculo nos dando uma perspectiva da abordagem atual da gestão da água na China. Sinóloga e geógrafa de formação, sua pesquisa sobre o meio ambiente da China começou em 1980 e, nos anos 90, concentrou sua pesquisa de doutorado na crise hídrica em Pequim e nas políticas relacionadas à gestão da água. Por seis anos, coordenadora do Centro de Estudos Culturais em Ciência e Tecnologia da TU Berlin, desde 2018 ela mora novamente em Pequim e trabalha como consultora científica do Centro Agrícola Sino-Alemão.

Evento Online, com entrada gratuita através deste link do Zoom: https://lnkd.in/dDaq9UT7

ID da reunião: 858 1576 6460

Senha: 847504

Compartilhe:

Curso Jardim de Chuva – Teoria e Planejamento

O curso de Jardim de Chuva – Teoria e Planejamento oferecido pelo SESC Vila Mariana e conduzido por Guilherme Castagna, estava programado para ocorrer em março de 2020 e foi adiado, mas agora ele tem data e horário para acontecer!

Mas, você sabe o que é um jardim de chuva?

Compartilhe:

Água, Inovação e Urbanização – WIL Brasil 2020

Já está no ar a apresentação oferecida hoje (24/Abr/2020) no encontro Água, Inovação e Urbanização, promovido pelo Water Innovation Lab (WIL) Brasil, parceiro de longa data da Fluxus.

Com conteúdo oferecido em blocos pelo Arq. Jorge Pessoa (Pessoa Arquitetos – Reurbanização da favela do Sapé), Arq. Loan Diep (International Institute for Environment and Development – Infraestrutura verde em comunidades em vulnerabilidade social), Guilherme Castagna (Fluxus – Jardins de chuva em áreas urbanas e o Largo das Araucárias) e Arq. Marussia Whately (IAS – Protagonismo municipal para promoção da segurança hídrica), e seguido por debates entre os palestrantes e participantes, o encontro aconteceu virtualmente e está disponível na íntegra na página da ONG Waterlution – WIL Brasil no Facebook.

O conteúdo apresentado por Guilherme Castagna está disponível em “Apresentações”, na seção Biblioteca do nosso site, assim como em vídeo exclusivo no canal da Fluxus no YouTube, no endereço https://youtu.be/o7xOQtaI8_E.

Aos interessados no tema dos jardins de chuva, vale lembrar que o projeto do Largo das Araucárias está disponível em nosso portfolio, confira!

Compartilhe:

Adiamento do Curso Jardim de Chuva

COMUNICADO

Frente a pandemia de Covid-19 e atendendo às recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS), o curso Jardim de Chuva que seria realizado nos dias 27 e 28 de março de 2020, no Sesc Vila Mariana, está temporariamente cancelado.

O curso será oferecido em nova data, ainda a ser agendada, que será divulgada aqui no blog.

Se cuide e beba água!

Compartilhe:

Curso de Jardim de Chuva – Sesc Vila Mariana

Nos dias 27 e 28 de março Guilherme Castagna irá ministrar um curso sobre Jardim de Chuva, no Sesc Vila Mariana, na cidade de São Paulo.
O Jardim de Chuva é uma tecnologia reconhecida dentre as Soluções Baseadas na Natureza (SBN) e, também, dentre os conceitos de Sistemas Urbanos de Drenagem Sustentável (SUDS). Desenvolvido para lidar com as águas de escoamento superficial, o Jardim de Chuva coleta parte desta água, melhorando sua qualidade, reduzindo a contribuição às enchentes – a água que infiltra está mais limpa e contribui para o abastecimento do lençol freático. Como o Jardim de Chuva é um espaço plantado, colabora ainda com a melhoria do microclima, reduzindo as temperaturas, aumentando a umidade e melhorando a qualidade do ar. O espaço criado passa a ser fonte de alimentação e abrigo para borboletas e outros polinizadores, e ainda enriquece o paisagismo urbano.

O curso terá uma abordagem teórica e prática, focado no planejamento. Para participar do curso é necessário fazer uma inscrição prévia na Central de Atendimento do Sesc Vila Mariana, disponível a partir da terça dia 17/Março.

Data e horário: 28/03, das 18:30 às 21:30, e 29/03, das 9:00 às 13:00
Local: Sesc Vila Mariana –  R. Pelotas, 141 – Vila Mariana, São Paulo – SP, 04012-000
Valor: Gratuito
Para saber mais: https://www.sescsp.org.br/programacao/222590_JARDIM+DE+CHUVA+TEORIA+E+PLANEJAMENTO

Compartilhe:

Curso: Manejo Ecológico de Água (Humanaterra, de 01 a 03/Maio)

Acontece de 01 a 03/Maio, na sede do Instituto Humanaterra, em São Lourenço da Serra/SP, a apenas 50km de São Paulo, mais um curso de Manejo de Água facilitado por Guilherme Castagna. Dessa vez com 3 dias de duração, para balancear teoria e prática, ações e reflexões, vamos dedicar um tempo ao exercício de planejamento da sede do Instituto, que irá contar com roda d´agua para bombeamento de água, diversos sistemas de captação, aproveitamento, e manejo de água de chuva na paisagem, com uso e abuso de jardins de chuva e canais de infiltração (swales), banheiro seco, tratamento de águas cinzas (sem fezes) e pretas (do vaso sanitário), irrigação de frutíferas com água cinza, e tratamento de água em pequena escala.

As ações realizadas a cada curso vão gerando a resiliência necessária para o instituto, e vão transformando a sede numa referência aplicada para os moradores do entorno e da cidade. Com o curso do ano passado já temos no lugar dois canais de infiltração plantados e estabelecidos na encosta, um vermifiltro para tratamento de água do vaso do alojamento e do futuro vestiário, dois círculos de bananeiras instalados em áreas inclinadas, e a estrutura básica de um filtro lento de areia, que receberá água de chuva captada de um telhado elevado, abastecendo a sede com três fontes de água: nascente + roda d´agua instalada no pequeno córrego local + água de chuva!

Desta vez vamos montar um sistema de aproveitamento de água de chuva com uma cisterna de 5.000 litros, terminar de montar um filtro lento de areia com capacidade de tratamento de 2.000 litros por dia para receber a água de chuva captada, e conecta-la a um conjunto de caixas existentes – se chover já vamos beber dessa água! Vamos ainda montar um filtro lento de areia caseiro para tratar água em pequenos volumes para ingestão, um filtro ainda pouco utilizado no Brasil e com enorme potencial de aplicação na melhora das condições de abastecimento em comunidades isoladas para uso com água de chuva, ou água de nascente.

O curso é oferecido a técnicos ou leigos, e foca nos princípios básicos, e oferece cálculos simplificados de dimensionamento dos sistemas abordados para todas as idades e formações. Se você quer aprender a lidar com a água de maneira integrada, está afim de trocar experiências e colocar a mão na massa, e se preparar melhor para a grave e complexa crise de Água que chegou para ficar, taí a oportunidade!

 Atenção! Curso confirmado, últimas vagas!

Para mais informações, acesse: http://www.humanaterra.org/2015/02/04/agua-manejo-ecologico/

Compartilhe:

Jardins de Chuva: Lançamento de Cartilha Técnica Gratuita

Produzido pelo FCTH, em parceria com a ABCP em seu programa Soluções para Cidades, esta é a primeira publicação disponibilizada em sua seção dedicada ao Saneamento, com foco nas questões relacionadas à Drenagem de águas pluviais. Fugindo dos conceitos convencionais de drenagem, que buscam eliminar a presença da água através da implantação de “sistemas eficientes” de rápido direcionamento às galerias e corpos hídricos, a cartilha sinaliza de forma clara uma nova abordagem que favorece a retenção e melhoria da qualidade da água de drenagem “na fonte”, em sistemas simples e multifuncionais. Uma visão diametralmente oposta ao que vemos em nossas cidades, e que se implantados em larga escala criam condições favoráveis à recriação do ciclo hidrológico nas cidades, com a recarga do lençol freático, purificação e redução da poluição difusa, melhoria do microclima pela ação de evapotranspiração das plantas, criação de habitat para fauna local, redução dos volumes direcionados para redes pluviais e consequente redução de seção e de custo das galerias, e manutenção da qualidade dos mananciais locais. Um primeiro e fundamental passo para a melhoria da qualidade dos rios urbanos, largamente impactados pela poluição difusa das cidades.

Idealizado para avaliação e capacitação de prefeituras na implantação de programas municipais de drenagem, pode ser aplicado em vias públicas ou quintais de casas ou edifícios.

A técnica foi utilizada pela Fluxus em seu recente projeto de manejo integrado de água pluvial idealizado para o Estádio Nacional de Brasília, conforme post anterior (em Projeto de Manejo Integrado de Água Pluvial para o Estádio Nacional de Brasília).

Nossos agradecimentos sinceros ao inspirador trabalho desenvolvido pela ABCP e equipe do FCTH, responsáveis pela elaboração e produção deste primeiro caderno técnico.

Mais informações em:

http://solucoesparacidades.com.br/saneamento/4-projetos-saneamento/jardins-de-chuva/

Compartilhe:

Palestra no Seminário de Drenagem Urbana – Desafios e Projetos, em Passos/MG (02/Mar)

Car@s amig@s,

Nesta época de enchentes, em que as questões relacionadas à drenagem, ou melhor dizendo, ao manejo apropriado das águas pluviais se faz presente, fomos convidados a participar do “Seminário de Drenagem Urbana” em Passos/MG, no dia 02/Mar. O Seminário, organizado pela ABCP, em seu programa Soluções para Cidades, e pela AMEG, e AMOG, tem o apoio da FESP-MG, FCTH, Fluxus Design Ecológico, ABTC, e Interação Urbana, e busca apresentar para as cidades da região uma nova forma de lidar com as águas pluviais, incorporando-as no ambiente construido, ao invés de drená-las.

A programação envolve a apresentação de experiências, boas práticas, estudos de caso, atualizações técnicas, e debates abertos entre os palestrantes e participantes. Confira a programação:

Leia mais

Compartilhe:

Portfolio Items