Jardins de Chuva – Live e Curso Presencial

Quer aprender sobre Jardins de Chuva? Então vem com a gente, pois a Fluxus está trazendo uma série de lives, e mais um workshop que acontecerá em São Paulo, no dia 23 de março – JARDINS DE CHUVA NAS CIDADES: TEORIA, VISITA E REFLEXÕES.

O evento teve início em dezembro de 2023, com um encontro presencial entre especialistas da área, e o lançamento da cartilha “Guia Prático de Jardins de Chuva nas Cidades”, da SOS Mata Atlântica e do Instituto Nova Água em uma roda de conversa presencial e aberta para o público. O evento foi um sucesso!

Em preparação para a realização do encontro do dia 23/Mar vamos promover 4 lives transmitidas em nosso canal do Instagram: @fluxus.eco.br

Os encontros começaram no dia 22 de fevereiro, em uma live com a presença de Guilherme Castagna e Fernando Sassioto, abordando o tema da importância do detalhamento de projetos na implantação de jardins de chuva. Se você perdeu este encontro, ele está disponível no Instagram da Fluxus, no link: https://www.instagram.com/reel/C3qsxwutflp/

O próximo encontro acontecerá no dia 29 de fevereiro (quinta-feira), com Guilherme Castagna e Nik Sabey (Novas Árvores por Aí) que trará o tema “seleção de plantas”, fundamental para o sucesso do seu Jardim de Chuva. A transmissão será feita pelo Instagram da Fluxus e começa às 19:00 h.

Os próximos encontros estão agendados assim:

. 7 de março, com Guilherme Castagna e Thais Pimenta, arquiteta urbanista integrante da equipe da Fluxus, com uma conversa sobre planejamento urbano e jardins de chuva.

. 14 de março, com Guilherme Castagna e Cinthia Dotto (líder de projetos de Cidades Sensíveis à Água na prefeitura de Melbourne), em uma conversa sobre o programa de jardins de chuva da prefeitura (de Melbourne, Austrália).

O Workshop “Jardins de Chuva Nas Cidades: Teoria, Visita e Reflexões” acontecerá na Escola da Cidade, São Paulo. Das 8:30 às 17:00, com parada para almoço e seguido de happy hour.

A boa notícia é que abrimos vagas para a participação online para o workshop no período da manhã, junto às inscrições para participação presencial, que envolvem o workshop e uma visita técnica com os projetistas e co-responsáveis pela implantação dos 3 jardins visitados. Uma oportunidade única de aprender na teoria e na prática, imperdível!

A programação completa do dia você pode acessar através do link: https://www.sympla.com.br/evento/jardins-de-chuva-nas-cidades-teoria-visita-e-reflexoes. A aquisição dos ingressos para o workshop (online ou presencial) também pode ser feita por este mesmo link.

Nos vemos em breve!

Compartilhe:

Fluxus em Portugal: Água e Parcerias

Caros amigos, como já informamos por aqui, iniciamos há algum tempo um plano de expansão de nossos trabalhos para Portugal, o que tem gerado novas frentes de atuação, novas parcerias, e novos desafios, e que compartilhamos por aqui:

Seguimos estreitando laços com Tamera, uma comunidade intencional estabelecida no sul de Portugal e com a qual já nos relacionamos há alguns anos. Por agora estamos atuando em três frentes principais:

  1. Apoiando o redesenho de longo prazo de espaços com vistas à criação de infraestrutura regenerativa e integrada para a gestão de água do conjunto de edificações da escola e da Vila Solar (Sollar Village);
  2. Em parceria com o Time de Ecologia de Tamera, estamos desenvolvendo projetos para a construção de Paisagens de Retenção Aquática – paisagens que integram a água de chuva na paisagem de forma a reconstruir o ciclo local d´agua recorrendo ao uso de lagos, swales (canais de infiltração), terraceamento, e outras tantas técnicas. O primeiro projeto conjunto está em fase final de desenvolvimento, e sua implantação começa já em Outubro, em Santiago do Cacém;
  3. Apoiando a parceria pioneira de Tamera, em especial de Martin Winiecki, com Rajendra Singh, o “Waterman of India”, para um plano de expansão dos trabalhos de Rajendra, agora na liderança da Comissão Popular Mundial de Secas e Enchentes (People´s World Comission on Drought and Flood). Ao trabalho visionário e premiado de Rajendra e de sua equipe no interior da Índia é atribuído a restauração de 7 rios, a redução da temperatura local média em 2ºC, a reversão do êxodo urbano, e um conjunto de outras grandes mudanças positivas na região. Neste espírito, cabe o destaque às palestras de Martin Winiecki (Tamera) e Rajendra Singh na Virada Sustentável, em São Paulo, imperdíveis!

  • Futuros pós-capitalistas: Construir uma cultura sustentável com comunidade, água e amor, com Martin Winiecki, dia 22/Set, 14:40:

ttps://www.viradasustentavel.org.br/atracao/futuros-pos-capitalistas-construindo-uma-cultura-sustentavel-com-comunidade-agua-e-amor

  • Um mundo livre de secas e inundações? Lições vitais da regeneração ecológica em grande escala na Índia, com Rajendra Singh, dia 22/Set, 17h:

https://www.viradasustentavel.org.br/atracao/um-mundo-livre-de-secas-e-inundacoes-licoes-vitais-da-regeneracao-ecologica-em-grande-escala-na-india

Um de nossos trabalhos em andamento em Portugal está acontecendo na Quinta Vale da Lama, uma propriedade agrícola e turística familiar que deu forma ao movimento de Permacultura em Portugal, e que vem sofrendo com a grave seca que tem atingido a maior parte do país, mas especialmente as regiões do Alentejo, e do Algarve. Nosso trabalho tem sido o de avaliar e oferecer um diagnóstico das condições atuais, e propor um redesenho completo dos sistemas de água compondo uma abordagem regenerativa e adaptada à nova realidade climática local, mesmo diante da redução das chuvas e do aumento da demanda de água, quer da operação agrícola, ou da operação de turismo em vista da ampliação do eco-resort Vale da Lama. Por agora apoiamos a Quinta com a divulgação com seu próximo Dia Aberto, no dia 23/Set, uma oportunidade de conhecer de perto a Quinta, incluindo suas áreas de cultivo, com direito à pizzas no forno a lenha e música ao vivo: https://www.instagram.com/p/Cw4c_9mNGEH/?img_index=1

Saudações aquáticas!

Compartilhe:

Fluxus Apoia a criação da Plataforma Cidade Floresta

Criamos a plataforma Cidade Floresta!

Cidade Floresta busca um outro modo de habitar nossa oca-mundo. Aprendemos com os povos originários a ver a cidade-floresta, nosso território de ação. Juntos articulamos a Floresta e a Cidade.

Somos um núcleo de projetos de arquitetura e pesquisa aplicada em territórios originários, nas áreas urbanas e floresta.

Uma construção alternativa onde os ciclos naturais e a ação humana convivem para transformar o processo de urbanização extensiva em um processo de naturalização extensiva.

Em ações que unem os saberes tradicionais e as tecnologias modernas.

Através de desenhos construímos redes entre o poder público, o terceiro setor, entidades educacionais e povos originários.

Siga a gente no instagram: @cidadefloresta.forestcity

Compartilhe:

Lançamento livro Somos Natureza

No dia 07/07/2022 (quinta-feira), acontecerá o lançamento do livro Somos Natureza, de Gustavo Machado. Neste livro, Gustavo cria pontes entre a teoria e a prática, correlacionando Soluções Baseadas na Natureza (SBN), saneamento ecológico, pesquisa-ação e metodologias colaborativas em projetos coletivos.

No bate papo de lançamento, estarão presentes Guilherme Castagna, da Fluxus; Gustavo Machado, autor; e Isabela Salles, empreendedora da Bambual Editora, que produz livros e projetos dedicados a temática da transição global – editora esta que fará a publicação do livro Somos Natureza.

Somos Natureza, estimula você a refletir sobre as sua atuação no mundo, sobre a sua forma de incluir e envolver pessoas para que seus projetos sejam colaborativos e gerem transformação. A pré venda do livro está acontecendo no seguinte link: https://bambualeditora.com.br/p/somos-natureza/

Se você se interessa em conhecer como as soluções baseados na natureza podem inspirar mudanças nas cidades, vilarejos e na sua própria casa, anote na agenda e participe deste encontro.

Local: instagram da Bambual Editora https://www.instagram.com/bambualeditora/
Dia: 07/07/2022 (quinta-feira)
Horário: 19:00 h

Nos vemos lá!

Compartilhe:

Fluxus, IPESA e Meridiano Filmes lançam vídeo educativo que ensina comunidades a construírem biodigestores

Produção ensina passo a passo desta tecnologia que trata esgoto e produz biogás

Para dar mais autonomia a comunidades sem atendimento de sistemas de tratamento de esgoto, de áreas rurais e urbanas, o IPESA –  Instituto de Projetos e Pesquisas Socioambientais – acaba de lançar  um vídeo educativo em que apresenta em detalhes a metodologia para a construção de biodigestores.

O material, produzido em parceria com a Fluxus Design Ecológico, a Meridiano Filmes e o Instituto Camargo Corrêa, busca democratizar essa tecnologia social acessível e de fácil construção.  “Precisamos de soluções que beneficiem comunidades isoladas, onde mesmo com esforço dos governos o sistema público de tratamento de esgoto não chega. O sistema permite também uma importante economia na compra de gás de cozinha”, diz Paola Samora, presidenta e fundadora do IPESA.

Conforme explicou Paola, o vídeo complementa a cartilha “Manejo da Água” produzida com a mesma finalidade. “Trata-se de um guia prático ilustrado que apresenta formas inteligentes de lidar com a água em nossas moradias, com especial atenção às tecnologias de purificação de águas servidas, que transformam o esgoto em fonte de recursos”, explica.

OS PARCEIROS

O engenheiro e permacultor Guilherme Castagna, da Fluxus Design Ecológico, parceiro do IPESA, foi responsável por desenvolver o sistema no projeto “Manejo da Água” e lembra que o  acesso à água de qualidade para todos continua sendo um desafio no Brasil. “Apesar de 75% do planeta Terra ser constituído por água, 97% dela não pode ser consumida por ser salgada e o restante ou está congelada ou  concentrada no subsolo. Isso significa que os reservatórios que abastecem residências, indústria e agricultura correspondem a menos de 1% do total, sobrando pouco para consumo próprio”, complementa.

Segundo a Agência Nacional de Águas (ANA), mais de 35 milhões de pessoas ainda não têm acesso à água tratada e há uma perda média de 37% no sistema de abastecimento.

Miro de Oliveira, pedreiro capacitado pelo IPESA especialmente para a execução da construção dos biodigestores, também falou da experiência de integrar a equipe: ”Esse sistema é uma das melhores soluções para o tratamento de esgoto onde não há saneamento, porque além de tratar ainda gera biogás, que podemos usar na cozinha. Isso sem falar que, depois do processo de tratamento do esgoto, ainda podemos usar a água como fertilizante. Sem dúvida é o melhor sistema, além do baixo custo. Eu aproveito ao máximo, uso o gás, o fertilizante e o lodo, como adubo”, disse.

E continuou: “A cartilha já era bem completa e assistindo o vídeo com a animação, não tem como errar. Qualquer pessoa consegue construir”, ressalta.

E foi justamente para que qualquer pessoa ou comunidade pudesse acessar e utilizar de maneira fácil, que o vídeo foi produzido no formato Tutorial. “Este vídeo tutorial é a concretização de uma vontade antiga de criar um produto audiovisual que possibilitasse a difusão e o acesso à produção dessas tecnologias de saneamento ecológico. O Brasil é um país gigantesco que tem grande carência de soluções de tratamento de esgoto, principalmente nas áreas rurais. Esperamos que esse seja apenas o primeiro de uma série de vídeos que mostre, na prática, a execução dessas soluções,”, disseCaio Ferraz, diretor da Meridiano Filmes, empresa responsável pela produção do material.

O que é um Biodigestor?

O Biodigestor é um sistema de tratamento de águas servidas que atua por meio da decomposição da matéria orgânica em ambiente anaeróbio (sem oxigênio). Ele gera biogás que pode ser utilizado como fonte de calor, combustível e energia. Os biodigestores podem ser projetados para tratamento de efluentes humanos e animais em larga escala, em zonas urbanas e rurais. Aqui, apresentamos um sistema unifamiliar, projetado para atender as águas servidas de uma família de 04 a 05 pessoas, ou apenas de águas pretas para cerca de 10 pessoas.

Vantagens na construção do equipamento

  • A manutenção do sistema é mínima; 
  • A estrutura é permanente e funciona por equilíbrio hidráulico, não demandando manejo para destinação das águas; 
  • A água sai tratada com diversos micronutrientes disponíveis para a irrigação de frutíferas, otimizando o trabalho de adubação e irrigação em pomares;
  • As plantas produzidas na caixa de compensação devem ser podadas periodicamente. O produto dessa poda é excelente fonte de biomassa para cobertura de solo, compostagem, ou alimentação animal; 
  • Não precisa de reforma na estrutura do banheiro já existente e não demanda alterações no hábito de utilização;
  • O biogás pode ser utilizado de diversos modos, como na utilização do gás convencional de cozinha. Para uma família de 5 pessoas, por exemplo, pode gerar economia de até 4 botijões de gás por ano.

Sobre o Ipesa – O IPESA – Instituto de Projetos e Pesquisas Socioambientais – é uma Organização Não Governamental focada na realização de ações que visam à preservação ambiental e o desenvolvimento social sustentável. Tem como missão incentivar a preservação e o uso equilibrado do meio ambiente, bem como a inclusão social, compartilhando conhecimentos e sensibilizando a sociedade sobre novas alternativas de vida mais integradas ao meio e com respeito ao próximo. https://ipesa.org.br/

Compartilhe:

Water Innovation Lab – Laboratório de Inovação da Água

Já ouviu falar o WIL Brasil? É o Water Innovation Lab, com sua 5ª edição no Brasil.

Este evento é voltado para jovens que se dedicam às Águas, uma oportunidade ímpar para se desenvolver, desenvolver seu projeto e ampliar sua rede. Como explica no próprio site da organização, “o WIL oferece ferramentas para a próxima geração de jovens líderes, possibilitando um ambiente de cocriação de inovações para os desafios da água e saneamento.

Uma jornada de conhecimento, aprendizagem e ação!

Aprendendo habilidades de liderança e cooperação , ação local e rede global, arte, tecnologia, articulação, engajamento, atuação multisetorial, prototipagem, mentorias, inovação e muito mais.

Se esta proposta te interessa, ou se você alguém que possa se interessar, saiba que a inscrição vai até domingo, 27 de junho.

Saiba mais e faça a inscrição em: http://waterlution.org/brasil/
Prazo para a inscrição: 27 de junho de 2021

Bora criar um futuro mais saudável e eficiente para as águas!

Compartilhe:

Guia IAB para agenda 2030

Em 2021, centenário do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), a Comissão de Política Urbana e Habitação Social lança o Guia sobre os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

No último sábado, 30/01/2021, o IAB realizou uma live para apresentar o “Guia IAB para a Agenda 2030”, que selecionou 51 projetos/planos brasileiros para representarem os 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS).

“Faltam 10 anos para chegarmos em 2030. A Agenda dos ODS é vista como um norteador para um mundo melhor. Pensar o futuro do planeta é olhar o futuro das cidades e de como a sustentabilidade as afeta enquanto sociedade. A Arquitetura e o Urbanismo tem que mostrar à sociedade, sua interação com esse compromisso mundial” afirma a arquiteta e urbanista Cláudia Pires, uma das coordenadoras da Comissão de Política Urbana onde está o grupo de trabalho da Agenda 2030 do IAB.

O resultado do processo de seleção dos projetos/planos foi inicialmente apresentado durante o Circuito Urbano 2020, realizado em outubro de 2020, organizado pelo Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-Habitat). No denominado “Outubro Urbano”, o IAB realizou uma série de lives  com o nome “Agenda 2030 na Arquitetura e Urbanismo Brasileiro: desafios em tempos de pandemia”.

Os projetos/planos selecionados para o Guia representando os 17 ODS foram debatidos durante os nove eventos realizados. Para assistir aos eventos, acesse o link https://www.youtube.com/channel/UCuntso3y0Vcwvr2kWCeiR1g

A Fluxus na Agenda 2030 do IAB

A Fluxus participou de dois dos projetos selecionados:

. Projeto premiado da Zoom Urbanismo, Arquitetura e Design, selecionado para representar a ODS 6 – Água potável e saneamento;
. Casa das Birutas, projeto desenvolvido pelo escritório de arquitetura Gera Brasil e selecionado para representar a ODS 9 – Indústria, inovação e infraestrutura.

No portfólio da Fluxus, disponível no site, é possível ver mais detalhes do projeto realizado em parceria com o Zoom Urbanismo, disponível no link http://fluxus.eco.br/portfolio/res18-ort-residencia-e-lagos/. Em breve a Casa das Birutas também estará em nosso portfólio online.

Compartilhe:

Série de Iniciativas Inspiradoras para o Manejo de Água nas Cidades

Há seis anos, a crise hídrica que atingiu o Sudeste do País chamou a atenção para um dos principais desafios das grandes cidades: promover a segurança hídrica, diante da demanda crescente por um recurso cujo acesso estava ficando mais difícil.

Agora, a pandemia mostrou que o desafio continua: a água, um item essencial para ajudar a proteger as pessoas da contaminação pelo novo coronavírus, ainda não é um recurso acessível a todos.

Precisamos de soluções inspiradoras, e elas existem. Em 2018, a Fluxus, em parceria com a Aliança pela Água, reuniu algumas das boas soluções que já surgiram na publicação “Iniciativas Inspiradoras para Manejo Hídrico em Ambientes Urbanos”.

Na próxima semana, começaremos a mostrar essas iniciativas. Ideias boas, no Brasil e no mundo, que foram concretizadas, não importa se numa casa, num bairro, num município ou numa região inteira. E vamos falar sobre como o manejo integrado da água é uma forma de pensar e tratar esse recurso, de forma a garantir melhor acesso de todos a ele. Acompanhe!

x-x-x-x-x-x-x-x

Six years ago, a water crisis that hit the Southeast of Brazil drew attention to one of the main challenges of large cities: promoting water security. Now, the coronavirus pandemic has reminded us that the challenge remains: clean water is still not accessible to everyone.

We need inspiring solutions. And they exist. Starting next week, we will show some inspiring solutions for integrated water management, in Brazil and other countries, in cities of various sizes. They are part of our publication “Inspiring Initiatives for Integrated Water Management in Urban Environments”.

Compartilhe:

Água, Inovação e Urbanização – WIL Brasil 2020

Já está no ar a apresentação oferecida hoje (24/Abr/2020) no encontro Água, Inovação e Urbanização, promovido pelo Water Innovation Lab (WIL) Brasil, parceiro de longa data da Fluxus.

Com conteúdo oferecido em blocos pelo Arq. Jorge Pessoa (Pessoa Arquitetos – Reurbanização da favela do Sapé), Arq. Loan Diep (International Institute for Environment and Development – Infraestrutura verde em comunidades em vulnerabilidade social), Guilherme Castagna (Fluxus – Jardins de chuva em áreas urbanas e o Largo das Araucárias) e Arq. Marussia Whately (IAS – Protagonismo municipal para promoção da segurança hídrica), e seguido por debates entre os palestrantes e participantes, o encontro aconteceu virtualmente e está disponível na íntegra na página da ONG Waterlution – WIL Brasil no Facebook.

O conteúdo apresentado por Guilherme Castagna está disponível em “Apresentações”, na seção Biblioteca do nosso site, assim como em vídeo exclusivo no canal da Fluxus no YouTube, no endereço https://youtu.be/o7xOQtaI8_E.

Aos interessados no tema dos jardins de chuva, vale lembrar que o projeto do Largo das Araucárias está disponível em nosso portfolio, confira!

Compartilhe:

Paul Van Dijk no Brasil 2019 – Estudos da Ciência de Goethe sobre Água, flowforms, plantas e fenômenos da natureza

Car@s amig@s,

Com enorme prazer anunciamos a 4ª visita de Paul Van Dijk ao Brasil, desta vez em uma turnê por 3 estados brasileiros, oferecendo cursos e palestras (abertas) aos interessados em se aprofundar na Ciência da Fenomenologia de Goethe.

 

Paul Van Dijk: Holandês, estudou Escultura, Ciência Goetheana e Flowform® design com John Wilkes, seu criador, no Reino Unido. É conhecido por seus projetos de Flowforms® em tratamento de água. Sua afinidade com a arte visual, escultura, música e performance, juntamente com a sua atitude natural de maravilhamento ativo, oferece uma base ampla para sua pesquisa sobre água, plantas e árvores, assim como para o seu trabalho como professor de ciência Goetheana. Paul trabalha com a formação profissional de médicos, coaches e profissionais da área ambiental. Seus temas favoritos para a facilitação e aprendizagem são o estudo da forma, movimento e metamorfose. É professor convidado da Fundação para Água UK (www.foundationforwater.org).

 

Contando novamente com o apoio do SESC, Paul oferecerá palestras abertas e cursos na unidade Vila Mariana (em São Paulo) no ciclo “A Natureza na Fenomenologia de Goethe”, além do já tradicional curso Natureza Rítmica da Água na Fazenda Retiro, em Ilhabela/SP, seguido por cursos e uma palestra aberta em Brasília (com o apoio do CIRAT, e Estação Permacultural Nós na Teia), e em Maraú/BA, na Comunidade Inkiri Piracanga, localizada ao norte de Itacaré. Motivado pelo interesse de seus alunos, Paul encerrará o longo tour com a oferta no Espaço Almagestum do primeiro módulo do Curso de Formação Continuada em Design de Flowforms® que acontecerá ao longo de 4 módulos oferecidos em cerca de 2 anos.

Saiba mais sobre a agenda completa de atividades acessando o vídeo de divulgação do tour 2019, a página da Curso do Rio, e a relação de atividades a seguir:

 

São Paulo/SP

Sesc Vila Mariana“A natureza na Fenomenologia de Goethe”

Inscrições realizadas pessoalmente na secretaria da Unidade

https://www.sescsp.org.br/unidades/13_VILA+MARIANA/

Palestra 1:
08 de Junho – Ciência Goetheanística – Água, Ritmo e Tecnologia Flowform®

Curso 1:

11 a 13 de Junho – Água, Mediador Dinâmico entre Polaridades

Curso 2:
14 e 15 de Junho – Um Novo Olhar para as Plantas

18 a 20 de Junho – Pense Como Natureza

Palestra 2:

21 de Junho – Ciência Goethanística – Cores Vivas e seu Potencial de Cura (com Wil Witgeest)

Curso 3:
22 e 23 de Junho – O Artista no Esqueleto Humano

 

Ilhabela/SP

Fazenda Retiro
28 a 30 de Junho – Natureza Rítmica da Água – http://cursodorio.com.br/

 

Brasília/DF

Universidade Federal de Brasília
Palestra aberta

03 de Julho – A Essência Oculta da Água pesquisa-reflexão-criação

Estação Permacultural Sítio Nós na Teia
13 e 14 de Julho – Água, Mediador Dinâmico entre Polaridades – https://pvdembrasilia.home.blog/

 

Maraú/BA

Ecovila Piracanga

19 a 21 de Julho – Natureza Rítmica da Água –https://piracanga.com/eventos/natureza-ritmica-da-agua-uma-jornada-com-paul-van-dijk/

 

Pedra Bela/SP

Espaço Almagestum
31 de Julho a 04 de Agosto – Curso de Formação Continuada em Design de Flowforms® – Módulo 1 – www.almagestum.pro.br

Compartilhe: