VEM AÍ: Jardins de chuva nas cidades: teoria, visita e reflexões

<<VEM AÍ>>

01 E 02 de dezembro, em São Paulo

Um encontro que vai contar com palestras e uma mesa redonda formada por especialistas e técnicos para ampliar o diálogo sobre a implantação de jardins de chuva nas cidades brasileiras em programas que integram drenagem e planejamento urbano, seguido por um dia de curso e visita técnica à 3 jardins de chuva implantados na cidade, acompanhado pelos projetistas e responsáveis pela implantação dos jardins.

O evento será presencial, oferecido em português, e contará com a participação online de palestrantes internacionais.

Maiores informações serão encaminhadas em breve para os e-mails cadastrados nesse link:
https://forms.gle/Fmmbt4nKn6VhSTNc6

Compartilhe:

Caminhos para o Cuidado com a Água: Projeto de Monitoramento de Desmatamento em Mananciais da RMSP

Preparados para uma experiência enriquecedora e esclarecedora? O evento “Caminhos para o Cuidado com a Água: Projeto de Monitoramento de Desmatamento em Mananciais da RMSP” está chegando, e é hora de marcar no calendário e se preparar para uma tarde repleta de aprendizado e divulgar cruciais sobre a preservação da Mata Atlântica e a proteção dos gestores na Região Metropolitana de São Paulo (RMSP).

Este evento, que acontece no dia 28 de setembro, a partir das 17h (hora de Brasília), na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), é uma iniciativa conjunta do Instituto Democracia e Sustentabilidade (IDS Brasil), SEMIL e do mandato da deputada Marina Helou, com o apoio valioso de diversos parceiros comprometidos com a preservação ambiental.

O destaque do evento é uma abordagem multifacetada sobre como as ações urbanas podem contribuir para a proteção dos mananciais e, por consequência, para a Segurança Hídrica da cidade de São Paulo. Teremos palestras curtas e mesas de debate que abordarão temas cruciais no cuidado com a Água.

Nossa convidada especial, Thais Pimenta, da Fluxus Design Ecológico, traz sua expertise e paixão pelo tema para o evento. Thais é uma arquiteta paisagista renomada com mais de 10 anos de experiência no Brasil e na Austrália. Seu trabalho incorpora elementos inovadores, como jardins de chuva, alagados construídos e hortas urbanas, tudo com o objetivo de integrar a infraestrutura de água à paisagem urbana e promover a conscientização da comunidade sobre a importância da natureza em nossas vidas..

Além disso, Thais traz consigo a experiência de aplicar o conceito de co-design em projetos públicos na Austrália, uma abordagem que enriqueceu projetos e fortaleceu o senso de pertencimento das comunidades em relação ao ambiente local. Sua participação no evento promete enriquecer as discussões sobre como podemos criar ambientes urbanos mais sustentáveis ​​e seguros para as futuras gerações. Thais conduzirá o fio ligando crianças, o espaço urbano, ruas seguras e jardins de chuva

Para aqueles que não puderam comparecer pessoalmente, o evento será transmitido AO VIVO no canal do Instituto Democracia e Sustentabilidade no YouTube. Você pode acessar a transmissão através deste link: Assista aqui .

Não perca esta oportunidade de se envolver em divulgação crucial sobre a preservação da Mata Atlântica, a proteção dos mananciais e a construção de um futuro mais sustentável para todos. Junte-se a nós no evento “Caminhos para o Cuidado com a Água” e contribua para o cuidado com o nosso planeta.

Esperamos vê-los lá! 🌿💧🌳

Compartilhe:

Lançamento livro Somos Natureza

No dia 07/07/2022 (quinta-feira), acontecerá o lançamento do livro Somos Natureza, de Gustavo Machado. Neste livro, Gustavo cria pontes entre a teoria e a prática, correlacionando Soluções Baseadas na Natureza (SBN), saneamento ecológico, pesquisa-ação e metodologias colaborativas em projetos coletivos.

No bate papo de lançamento, estarão presentes Guilherme Castagna, da Fluxus; Gustavo Machado, autor; e Isabela Salles, empreendedora da Bambual Editora, que produz livros e projetos dedicados a temática da transição global – editora esta que fará a publicação do livro Somos Natureza.

Somos Natureza, estimula você a refletir sobre as sua atuação no mundo, sobre a sua forma de incluir e envolver pessoas para que seus projetos sejam colaborativos e gerem transformação. A pré venda do livro está acontecendo no seguinte link: https://bambualeditora.com.br/p/somos-natureza/

Se você se interessa em conhecer como as soluções baseados na natureza podem inspirar mudanças nas cidades, vilarejos e na sua própria casa, anote na agenda e participe deste encontro.

Local: instagram da Bambual Editora https://www.instagram.com/bambualeditora/
Dia: 07/07/2022 (quinta-feira)
Horário: 19:00 h

Nos vemos lá!

Compartilhe:

Curso Manejo Apropriado da Água

O curso “Manejo Apropriado da Água, Princípios Básicos – planejamento e tecnologias integradas” é uma realização do Instituto de Projetos e Pesquisas Socioambientais – IPESA, em parceria com a Fluxus, que visa levar conhecimento sobre os cuidados com a Água, tanto na teoria como na prática. Esse evento integra a fase ll do projeto Mapeamento e Disseminação de Conhecimentos em Tecnologias Sociais de Saneamento na Bacia dos Rios Quiririm e Puruba em Ubatuba/SP.

Com o intuito de estimular reflexões e promover soluções ecológicas comunitárias, o curso será ministrado em 8 módulos, por 9 palestrantes diferentes. A Fluxus estará presente através de Guilherme Castagna, ministrando os módulos 3 e 4: Planejamento Comunitário da Água I e II; e também através de Isabel Figueiredo, responsável pelos módulos 5 e 6: Tratamento Ecológico de Efluentes I e II.

Data: O curso inicia no dia 11 de junho, com encontros em finais de semana alternados até o dia 18 de setembro.

Horário: As aulas de sábado acontecerão das 8:00 às 16:00 h, as de domingo serão das 8:00 às 12:00 h.

Local: Escola Municipal José Belarmino Sobrinho, no endereço Estrada Municipal, s/n – Puruba, Km 24 da Rodovia Rio-Santos, Ubatuba/SP

O evento é gratuito e tem vagas limitadas!

Faça sua inscrição através dos seguintes canais:

Whatsapp: (12) 9.9623-8936
E-mail: manejodaagua@ipesa.org.br
Formulário online para inscrição, no seguinte link: https://bit.ly/3t9kYkw
Presencialmente na EM José Belarmino Sobrinho

Parceiros
Prefeitura de Ubatuba
Banana Bamboo
Secretaria Municipal de Educação de Ubatuba
Associações dos bairros Praia do Puruba, Sertão do Puruba, Cambucá e EM José Belarmino Sobrinho

Financiamento
FEHIDRO – Fundo estadual dos recursos hídricos
Governo do Estado de São Paulo

Participe!

Compartilhe:

Diálogos ODS – 3ª edição

A AFAC – Organização Social de Cultura por meio da Prefeitura de São José dos Campos através do Parque Vicentina Aranha, em parceria com a ABRAPS – Associação Brasileira dos Profissionais pelo Desenvolvimento Sustentável realizam de 21 a 23 de outubro a terceira edição do Diálogos ODS.

Sob o tema ODS nas Empresas, a 3a edição do Diálogos propõe um bate-papo com gestores de grandes e pequenas empresas, para comentarem os desafios de implementar os investimentos de impacto. Com base nessa perspectiva, ampliar a informação sobre os ODS e as questões mundiais a eles relacionados é o foco principal, no entanto, somente com o engajamento e a participação efetiva da sociedade civil, o estímulo do envolvimento de líderes empresariais e de gestores públicos, seremos capazes de restaurar a nossa humanidade e a integridade do nosso patrimônio comum: o planeta Terra.

A Fluxus estará presente na sexta-feira, dia 22/10, às 15 h, por meio de Guilherme Castagna, junto a outros nomes: Beatris Codas e Mario S. Sóleo Scalambrino, sob mediação de Carina Chaves.

Veja a programação:

21/10 – Quinta
. Diversidade e inclusão nas empresas, às 19:00 h

22/10 – Sexta
. Oficina de aromaterapia, às 10:30 h
. Empresas inovadoras e sustentáveis transformando nossas cidades, às 15:00 h

23/10 – Sábado
. Cases de sucesso: ODS nas empresas, às 10:30 h

A programação poderá ser acompanhada na redes sociais do Parque Vicentino Aranha:
. You tube: https://www.youtube.com/c/parquevicentina/videos
. Facebook: https://www.facebook.com/parquevicentinaaranha

Para ter mais informações sobre o evento, a programação e os convidados, acesse https://drive.google.com/file/d/1zefoTwp4VqrEOibEOmSndhpGH0N1JNM4/view

Nos vemos lá!

Compartilhe:

2º Congresso Vertigarden

O 2º Congresso Vertigarden é o segundo e maior evento em plataforma digital sobre a temática da INFRAESTRUTURA VERDE URBANA no Brasil! Ele lança um olhar de caráter técnico-científico-mercadológico sobre os mais diversificados temas co-relacionados, como: Jardins Verticais, Telhados Verdes, Wetlands Construídos, Urban Farms, além de outras ferramentas que apoiam-se nas Soluções Baseadas na Natureza (SbN) e Ambiental, Social e Governança, conhecido como ESG.

O evento tem como objetivo disseminar o conhecimento sobre essa área para o maior número de pessoas possível, desde agrônomos, arquitetos,  paisagistas, engenheiros, gestores disruptivos, estudantes e interessados na área.

O 2º CONGRESSO VERTIGARDEN será realizado entre os dias 21/10/2021 e 22/10/2021 e contará com grandes nomes da área!

No próximo dia 21 (quarta-feira), Guilherme Castagna estará participando do evento com o tem Adaptação, resiliência e regeneração – A importância e urgência da adoção de jardins de chuva nas cidades.

Dia: 21/10/2021
Horário: 15:00 h
Evento gratuito

Inscrição e informações: https://eventos.congresse.me/2civievu

Acesso o site para ter acesso a programação completa, estarão presentes especialistas e pessoas de referência de diversas áreas.

Participe!

Compartilhe:

Fluxus, IPESA e Meridiano Filmes lançam vídeo educativo que ensina comunidades a construírem biodigestores

Produção ensina passo a passo desta tecnologia que trata esgoto e produz biogás

Para dar mais autonomia a comunidades sem atendimento de sistemas de tratamento de esgoto, de áreas rurais e urbanas, o IPESA –  Instituto de Projetos e Pesquisas Socioambientais – acaba de lançar  um vídeo educativo em que apresenta em detalhes a metodologia para a construção de biodigestores.

O material, produzido em parceria com a Fluxus Design Ecológico, a Meridiano Filmes e o Instituto Camargo Corrêa, busca democratizar essa tecnologia social acessível e de fácil construção.  “Precisamos de soluções que beneficiem comunidades isoladas, onde mesmo com esforço dos governos o sistema público de tratamento de esgoto não chega. O sistema permite também uma importante economia na compra de gás de cozinha”, diz Paola Samora, presidenta e fundadora do IPESA.

Conforme explicou Paola, o vídeo complementa a cartilha “Manejo da Água” produzida com a mesma finalidade. “Trata-se de um guia prático ilustrado que apresenta formas inteligentes de lidar com a água em nossas moradias, com especial atenção às tecnologias de purificação de águas servidas, que transformam o esgoto em fonte de recursos”, explica.

OS PARCEIROS

O engenheiro e permacultor Guilherme Castagna, da Fluxus Design Ecológico, parceiro do IPESA, foi responsável por desenvolver o sistema no projeto “Manejo da Água” e lembra que o  acesso à água de qualidade para todos continua sendo um desafio no Brasil. “Apesar de 75% do planeta Terra ser constituído por água, 97% dela não pode ser consumida por ser salgada e o restante ou está congelada ou  concentrada no subsolo. Isso significa que os reservatórios que abastecem residências, indústria e agricultura correspondem a menos de 1% do total, sobrando pouco para consumo próprio”, complementa.

Segundo a Agência Nacional de Águas (ANA), mais de 35 milhões de pessoas ainda não têm acesso à água tratada e há uma perda média de 37% no sistema de abastecimento.

Miro de Oliveira, pedreiro capacitado pelo IPESA especialmente para a execução da construção dos biodigestores, também falou da experiência de integrar a equipe: ”Esse sistema é uma das melhores soluções para o tratamento de esgoto onde não há saneamento, porque além de tratar ainda gera biogás, que podemos usar na cozinha. Isso sem falar que, depois do processo de tratamento do esgoto, ainda podemos usar a água como fertilizante. Sem dúvida é o melhor sistema, além do baixo custo. Eu aproveito ao máximo, uso o gás, o fertilizante e o lodo, como adubo”, disse.

E continuou: “A cartilha já era bem completa e assistindo o vídeo com a animação, não tem como errar. Qualquer pessoa consegue construir”, ressalta.

E foi justamente para que qualquer pessoa ou comunidade pudesse acessar e utilizar de maneira fácil, que o vídeo foi produzido no formato Tutorial. “Este vídeo tutorial é a concretização de uma vontade antiga de criar um produto audiovisual que possibilitasse a difusão e o acesso à produção dessas tecnologias de saneamento ecológico. O Brasil é um país gigantesco que tem grande carência de soluções de tratamento de esgoto, principalmente nas áreas rurais. Esperamos que esse seja apenas o primeiro de uma série de vídeos que mostre, na prática, a execução dessas soluções,”, disseCaio Ferraz, diretor da Meridiano Filmes, empresa responsável pela produção do material.

O que é um Biodigestor?

O Biodigestor é um sistema de tratamento de águas servidas que atua por meio da decomposição da matéria orgânica em ambiente anaeróbio (sem oxigênio). Ele gera biogás que pode ser utilizado como fonte de calor, combustível e energia. Os biodigestores podem ser projetados para tratamento de efluentes humanos e animais em larga escala, em zonas urbanas e rurais. Aqui, apresentamos um sistema unifamiliar, projetado para atender as águas servidas de uma família de 04 a 05 pessoas, ou apenas de águas pretas para cerca de 10 pessoas.

Vantagens na construção do equipamento

  • A manutenção do sistema é mínima; 
  • A estrutura é permanente e funciona por equilíbrio hidráulico, não demandando manejo para destinação das águas; 
  • A água sai tratada com diversos micronutrientes disponíveis para a irrigação de frutíferas, otimizando o trabalho de adubação e irrigação em pomares;
  • As plantas produzidas na caixa de compensação devem ser podadas periodicamente. O produto dessa poda é excelente fonte de biomassa para cobertura de solo, compostagem, ou alimentação animal; 
  • Não precisa de reforma na estrutura do banheiro já existente e não demanda alterações no hábito de utilização;
  • O biogás pode ser utilizado de diversos modos, como na utilização do gás convencional de cozinha. Para uma família de 5 pessoas, por exemplo, pode gerar economia de até 4 botijões de gás por ano.

Sobre o Ipesa – O IPESA – Instituto de Projetos e Pesquisas Socioambientais – é uma Organização Não Governamental focada na realização de ações que visam à preservação ambiental e o desenvolvimento social sustentável. Tem como missão incentivar a preservação e o uso equilibrado do meio ambiente, bem como a inclusão social, compartilhando conhecimentos e sensibilizando a sociedade sobre novas alternativas de vida mais integradas ao meio e com respeito ao próximo. https://ipesa.org.br/

Compartilhe:

Formação de Saneamento Ecológico

Nessa Formação de Saneamento Ecológico será dada continuidade ao processo iniciado no Mês do Ambiente, pelo vereador de Florianópolis, Marquito, do Mandato Agroflorestal, onde se olhou para o saneamento como recurso, e não como despesa.

Duração: de Julho à Dezembro/21
Parte teórica: de Julho à Outubro/21
Parte prática: De Julho à Dezembro/21 – estão programadas 3 oficinas com implantação de diferentes sistemas ecológicos em territórios diferentes.

Programação Mês de Julho:
Introdução ao Saneamento Básico,Tipologias de Saneamento, sistemas descentralizados e ecológicos, ecologia, importância da água, águas negras e cinzas, zona de raízes, uso de materiais naturais (bambu/barro/plantas) e oficina na Aldeia Yakã Porã.

Venha construir soluções sanitárias e hídricas para nossos territórios.

. Datas: a formação este mês acontecerá nas sextas, dias 16 e 23 de Julho
. Horário: das 14h às 18h, pelo Zoom.

As inscrições estão abertas e podem ser feitas pelo link a seguir: https://bit.ly/saneamentoeco1607

Convidados:

Maria Elisa Magri
Engenheira Sanitarista, Dra. em engenharia ambiental pela UFSC, onde é professora e coordenadora da graduação em Engenharia Sanitária e Ambiental.

Dalva Sofia Schuch
Formada em Engenharia Agronômica e mestre em Educação.

Gustavo Russo
Mestre em Design, graduado em Design Industrial e Desenho de produto, e pós-graduado em Design Gráfico e Estratégia.

Se inscreva e participe, as vagas são limitadas!

Compartilhe:

Seminário de Saneamento Ecológico

Para celebrar este ano o Mês do Ambiente, o vereador de Florianópolis, Marquito, do Mandato Agroecológico, está trazendo uma série de lives e atividades que abordam esta temática em diferentes áreas, que se correlacionam. O próximo evento será o Seminário Saneamento Ecológico, que acontecerá dia 11 de junho, das 13:00 às 16:00 h.

É possível universalizar o saneamento em Florianópolis e ao mesmo tempo preservar os mananciais? Este será o carro chefe das conversas!

No Seminário Saneamento Ecológico – sistemas de tratamentos descentralizados de efluentes, serão abordadas as possíveis soluções para a iminente crise sanitária e hídrica da cidade. O foco será a Florianópolis, mas esta crise é eminente em diversas cidades do país, senão na maioria.

Para isto, os convidados vão abordar experiências internacionais e nacionais de wetlands e diversos sistemas baseados na permacultura, assim como as necessidades, capacidades e potencialidades dessa alternativas no território brasileiro.

Convidados:

Maria Elisa Magri
Engenheira Sanitarista, Drª. em engenharia ambiental pela UFSC, onde é professora e coordenadora da graduação em Engenharia Sanitária e Ambiental. Líder do Grupo de Pesquisas de Recuperação de Recursos em Sistemas de Saneamento, atua na área há 17 anos. Autora e editora de revistas científicas internacionais na área, propõe o saneamento ecológico como novo modelo para o acesso universal à água, alimentos e saúde.

Daniele Damasceno Silveira
Bióloga e Dra. em Engenharia Ambiental, é pesquisadora do Laboratório de Reuso das águas (LARA) – UFSC, parceiro em projetos internacionais com Portugal, França e Canadá. Atua há mais de 10 anos em Wetlands para o tratamento de efluentes domésticos.

Guilherme Castagna
Sócio-fundador da Fluxus Design Ecológico, onde elabora projetos inovadores de manejo de água. Engenheiro civil e permacultir, é autor de publicações técnicas e didáticas, e co-fundador e apoiador de ONG´s e iniciativas que visam a livre disseminação de conhecimento sobre o manejo inteligente de água no ambiente.

Dalva Sofia Schuch
Formada em Engenharia Agronômica e mestre em Educação. Na Universidade do Vale do Itajaí pesquisou e atuou nos temas de paisagismo funcional, jardins depuradores filtrantes, agricultura orgânica, compostagem, microbiologia de solos, recuperação de área degradada, resgate da biodiversidade, permacultura e educação ambiental.

Gustavo Russo
Mestre em Design, graduado em Design Industrial e Desenho de produto, e pós-graduado em Design Gráfico e Estratégia, Gustavo atua com Design e Meio Ambiente, Gestão de Marca, Projetos Gráficos de Sinalização, entre outros. Desenvolve projetos de design regenerativo para tratamento ecológico de efluentes domésticos tanto na pesquisa como na prática.

Para participar é necessário fazer a sua inscrição no link: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSfTOonGufeA4SZnKTzLJrrovRxvnSMLjrIJSvAQ61_axdkVRQ/viewform

Data: 11 de junho de 2021 (sexta-feira)
Horário: 13:00 às 16:00h
Local: transmitido pela TV Câmara de Florianópolis – https://www.youtube.com/c/CMFCanalOficial/videos

Participe e divulgue! As vagas são limitadas e será um evento incrível!

Veja abaixo os demais eventos que acontecerão na sequência:

Para acompanhar a programação, acesse as redes sociais do vereador Marquito:

Instagram: https://www.instagram.com/marquitovereamor/
Facebook: https://www.facebook.com/marquitovereamor/?ref=page_internal


Se envolva! Participe! Divulgue!

Compartilhe:

Connecting Nature Summit Series – Innovation Summit


Co-organizado pelo Greenspace Scotland e Glasgow City Council, de 23 a 25 de março, o Innovation Summit reunirá um público internacional para explorar como podemos migrar nossas cidades para serem mais sustentáveis e mais verdes que atendem seus cidadãos usando soluções baseadas na natureza. A Cúpula apresentará projetos exemplares de toda a Europa e do mundo, com foco em Glasgow e Escócia. Ele demonstrará métodos que estão sendo desenvolvidos de forma colaborativa por parceiros do Connecting Nature para realizar os benefícios da natureza nas cidades.

Este ano a Cúpula contará com a participação de duas cidades brasileiras na inclusão de soluções baseadas na natureza em seus planos locais de ação climática. Os palestrantes discutirão o suporte necessário para o financiamento, planejamento e entrega de soluções baseadas na natureza. O idioma será o português.

Coordenação: Daniela Rizzi (ICLEI) e Victor Ferraz (ICLEI SAMS)

Palestrantes: Cecília Guerra (Banco de Desenvolvimento da América Latina), Edilene Oliveira (Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente de Fortaleza), Carlos Ribeiro (Secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Recife)

Hospedado em uma plataforma virtual com painéis de discussão, apresentações, workshops e oportunidades para se conectar com outros delegados. Inscrição gratuita aqui.


Detalhes completos estão disponíveis em: https://connectingnature.eu/connecting-nature-summit-series-innovation-summit

Compartilhe: