Posts

Live no Instagram – Uma Nova Visão Sobre a Água (21/Jul, 13hs)

A Consultoria Ambiental Positiva vem realizando lives junto a especialistas de diversas áreas das questões ambientais, tendo conversado recentemente com o arquiteto Tomaz Lotufo sobre arquitetura sustentável. O próximo convidado é Guilherme Castagna, que trará uma nova visão sobre a água.

A água é essencial para a manutenção da vida de todas as formas de vida no planeta, mas, nem sempre se tem um olhar claro sobre isto. Via de regra, a água das chuvas é drenada para locais afastados, a água de consumo vem de lugares longe, a água potável é desperdiçada em usos que não necessariamente precisam desta qualidade, o esgoto é tratado como um problema (e não como um recurso), os rios estão canalizados embaixo do asfalto e os cursos d’água estão poluídos com diversos rejeitos humanos.

Guilherme Castagna trará um novo olhar sobre a água neste bate-papo, compartilhando um pouco de seus conhecimentos, experiência e aprendizados ao longo de anos de estudo, observação e trabalhos práticos envolvendo a água nos campos da engenharia civil, permacultura, cidades resilientes e soluções baseadas na natureza (SbN).

Data: 21/07 (terça-feira)
Horário: das 13:00 às 14:00 h
Local: No Instagram @positiva.consultoria
Evento gratuito

Compartilhe:

Live – Gestão Integrada de Água para Projetos de Arquitetura Sustentável

A SustentArqui busca, através do seu site, Instagram, Facebook e outras plataformas, assim como eventos e cursos, levar idéias construtivas que visam promover a arquitetura e a construção sustentável. E, destro deste propósito, vem realizando uma série de lives para levar este tipo de conhecimento a um número cada vez maior de brasileiros, sempre reforçando e destacando os profissionais e trabalhos nacionais.

No dia 23 de junho, as 18:00 h, Guilherme Castagna é convidado para compartilhar um pouco dos seus conhecimentos sobre como incorporar conceitos de manejo integrado de água em projetos de arquitetura em qualquer escala, desde de pequenas residências até grande obras. A mediação será conduzida pela arquiteta Juliana Rangel.

A quem interessa esta live: estudantes ou profissionais de arquitetura, engenharia civil, hidráulica, saneamento, edificações ou qualquer outro ramo que esteja correlacionado com construção civil ou planejamento urbano, assim como para todos aqueles que se interessam por temáticas como arquitetura sustentável, cidades resilientes, soluções baseadas na natureza (SBN), sistemas urbanos de drenagem sustentável (SUDS), manejo integrado de águas e permacultura urbana.

Data: 23 de junho de 2020
Horário: 18:00 h
Local: Instagram da SustentArqui no link @sustentarqui
Evento gratuito

Compartilhe:

Palestra no Escritório Piloto da Escola Politécnica da USP

De tanto em tanto sou convidado a oferecer palestras, e fico feliz em compartilhar com gente nova e empenhada, que está afim de ouvir e trocar experiências, duvidas e sonhos. Por estar na universidade me fez lembrar de minha retomada no mundo da Engenharia, e da sequência de palestras com o Professor Plinio Tomaz, que adotei como Mestre nesse reinício, um figura cuja atitude de compartilhar o conteúdo me ajudou a esclarecer muitas de minhas dúvidas, e que inspira meu barato de compartilhar materiais de estudo e de trabalho. Aliás, gratidão Plinio!

O filtro do dia foi a chuva que caiu implacável, depois de 30 dias de seca em SP, engarrafando o trânsito e empatando o meio de campo de quem estava a caminho da palestra, eu inclusive. Mas curto chuva, e o pessoal presente, pelo jeito, também. Sala cheia, conhecidos, amigos e gente nova, curto a vibe! Me lembrou do Centro Acadêmico da Mauá, só faltou a mesa de pebolim, os gritos de truco, e o cheiro das máquinas de xerox, inconfundíveis.

Prá não ter que reescrever algo que já foi escrito, compartilho aqui um relato produzido sobre o encontro:

“Realizada no dia 22 de Maio a convite do Escritório Piloto da Escola Politécnica no dia 22/Mai, a palestra e apresentação de Guilherme Castagna atraiu alunos de outros cursos da Universidade de São Paulo, além de alunos e professores de outras universidades, bem como de profissionais envolvidos na temática do uso sustentável da Água para uma apresentação voltada aos alunos do curso de Engenharia. Guilherme compartilhou sua trajetória como Engenheiro Civil, do encantamento inicial com o potencial realizador da engenharia e o início de carreira em obras de construção pesada, do descontentamento gerado pelo reconhecimento do impacto negativo das grandes obras e mudança de rumo profissional com o envolvimento com a permacultura e organizações sócio ambientais, até a retomada profissional como engenheiro, integrando sua formação acadêmica com a perspectiva do design ecológico, dedicado a unir as duas para a promoção de uma integração harmoniosa entre a sociedade e a agua. Destacou a visão em que os alunos passam a ser sementes de uma nova abordagem da engenharia, uma que enxerga e valoriza o potencial do homem no suporte a regeneração dos sistemas naturais, e promove o desenvolvimento da sociedade com base em princípios éticos e de abundancia, numa referencia a obra “Manual de Instruções da Espaçonave Terra”, do engenheiro e visionário americano Buckminster Fuller, e obviamente à permacultura.

Revisitou princípios básicos do design ecológico em aplicações praticas para o Manejo Integrado de Agua, destacando o potencial de geração de impacto positivo das edificações com a redução do consumo de água potável através da adoção de medidas e equipamentos de baixo consumo, complementado pelo aproveitamento de fontes locais para abastecimento de água não-potável, a integração da chuva na paisagem com adoção de técnicas de drenagem sustentável, e o tratamento diferenciado de águas servidas, com a valorização de tratamentos localizados para águas cinzas (sem fezes) e águas pretas (com fezes), fazendo referências à projetos de edifícios residenciais e comerciais, integrantes de seu portfolio de trabalho. Elucidou a aplicação prática dos princípios revisitando dois de seus mais conhecidos e premiados projetos: o Edifício Harmonia 57, vencedor do prêmio internacional Zumtobel 2010 de Sustentabilidade no Ambiente Construído, e destaque nas Bienais de Veneza e de São Paulo, para o qual desenvolveu estratégia e projeto técnico de instalações hidráulicas, aproveitamento de agua de drenagem e de agua de chuva, alinhados a perspectiva do desenvolvimento de baixo impacto (LID – Low Impact Development), em que é minimizado o escoamento superficial, e promovida a melhoria da qualidade da água de escoamento, com uso de telhado verde, paredes verdes dotadas de irrigação por nebulização, e infiltração de água. A seguir despertou a atenção o desenvolvimento de projeto de manejo integrado de aguas pluviais elaborado entre 2012 e 2013 para o entorno do Estádio Nacional de Brasília, em que 100% do uso de agua não-potável do estádio será de água de chuva, tanto dos volumes captado nas coberturas, mas em especial pelos volumes retidos nos elementos de drenagem sustentável adotados, como pavimentos permeáveis, biovaletas, jardins de chuva, wetlands, e um lago, dotado de bombas solares para recirculação e posterior uso para usos não-potáveis no interior do estádio. O estádio hoje pleiteia o nível máximo de certificação LEED, no nível Platinum, certificação não atingida por nenhum outro estádio no mundo. O projeto desenvolvido pela Fluxus Design Ecológico, escritório coordenado por Guilherme, superou as exigências para a certificação estabelecido pelos créditos 6.1 e 6.2, e alcançou níveis exemplares abrindo espaço para pleitear créditos adicionais em função de sua excelência.

O material apresentado está disponível para visualização e download no endereço http://pt.slideshare.net/guicastagna/palestra-no-escritrio-piloto-da-escola-politcnica-da-usp

Apesar de rápido, adorei o encontro, e me empolgo com as possibilidades de facilitar a criação de um espaço renovado dentro da academia para que Engenharia e Permacultura sigam caminhando de mãos dadas, fluindo nas mentes e corações inspirados dos novos alunos, e nas ações promissoras dos futuros engenheiros-permacultores. Convites de parcerias com universidades reforçam  o sentimento. Que assim seja!

PS: Meu sincero agradecimento ao Lucca do EP pelo convite, e ao Bruno pela carona…

Compartilhe: